minha vida

O sambista perfeito devia ser feito à imagem do samba 😀
e que começe a CARNAFOLIA que todos os anos esperamos , e que este ano seja melhor do que os que passaram 😀
Independentes com muito ORGULHO ♥

22 de dezembro

num dia como esse NASCEU a pessoa mais IMPORTANTE da minha vida , meu AVO , tenho pena e nao passar esse dia contigo a dar-te muitos beijinhos e dizer o quanto eu TE AMO , espero que possas passar muitos mais anos aqui comigo , por que acredita que apartir de agora tudo vai ser completamente diferente , es a MINHA VIDA , es tudo o que eu amo neste mundo simplesmente DESISTIRIA DA MINHA VIDA SO PARA TE VER SORRIR 😀
meu velhinho as saudades apertam e todos os NATAIS, este MES de dezembro nao e o mesmo sem ti e sem ninguem da minha familia que la ficou , desde que me separei de voces DETESTO este mes , estas datas , e principalmente detesto a data em que nasci , por aque apesar de tudo eras tu com quem eu passei os meus aniversarios todos , foi contigo que eu VIVI os meus primeiros meses , fostes TU que me ensinas-tes as primeiras coisas , ASEGUIR a minha mama devo-te a vida a TI meu velhinhoooo.
es o meu HEROI , e vais se-lo para SEMPRE .
TE AMO ♥

” post it “

as cores lembram-me o teu sorriso e trazem-me de volta o aroma do teu corpo. post it . recordam-me os nossos dias perfeitos e os momentos inesqueciveis. post it . – e nao escrevo para de manha acordar e me lembrar que gosto de ti, que te adoro ou ate que preciso de ti. nao. é só mesmo pela vontade que aqui tenho de poder todos os dias ter a certeza que tornas a minha vida numa completa mistura de cores. POST IT !

” um dia “

“Se eu pudesse levava-te para casa, sentavamo-nos á lareira a conversar e explicava-te porque é que um dia reparei que existias e sem querer me esqueci do meu coração entre os teus dedos.
Se eu pudesse…mas não posso, porque ninguém caminha sozinho, uma ponte só se constrói se as duas margens deixarem e o rio só corre se a corrente o empurrar. E eu não sou mais que (..) , um mapa riscado que se esqueceu de todos os caminhos, uma folha em branco que perdeu a caneta, (..)uma voz sem som, uma mão sem a outra. Falta-me a tua voz, o teu desejo, o teu querer, o teu poder. Falta-me uma parte de mim que te dei e que agora já não podes devolver.
Um dia havemos de nos entender.”